Solicite uma Cesta Básica de até R$ 400 e retire no CRAS da sua cidade: Entenda como

Para ter direito à cesta básica oferecida pelo CRAS, os interessados devem demonstrar vulnerabilidade socioeconômica, estar inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) com dados atualizados e residir no município onde ocorre a distribuição. Além disso, deve-se cumprir o limite de renda estabelecido pela região.

Localizando o CRAS

Para encontrar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo, pode-se usar o Mapa Estratégico para Políticas de Cidadania (MOPS), uma ferramenta online que ajuda a localizar esses centros em sua cidade​​.

Fonte: Reprodução | Assistencialismo

Documentação necessária

Os documentos geralmente solicitados incluem RG, CPF, comprovante de residência atualizado, título de eleitor, e as certidões de nascimento ou casamento de todos os membros da família. Estes documentos são necessários para comprovar a situação de vulnerabilidade e elegibilidade​​.

Processo de solicitação

Agendamento: Primeiramente, deve-se entrar em contato com o CRAS para agendar um atendimento. Este contato inicial pode também ser usado para esclarecer dúvidas sobre o processo.

Atendimento: No dia agendado, compareça ao CRAS com toda a documentação necessária. Durante o atendimento, um assistente social avaliará a situação e fornecerá orientações sobre os próximos passos.

Avaliação e recebimento: Após a avaliação, se todos os requisitos forem cumpridos, a cesta básica será disponibilizada para retirada​.

Outros benefícios associados

Os beneficiários do Bolsa Família que estão elegíveis para a cesta básica também podem acessar outros suportes como a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), que oferece descontos nas contas de luz para residências de baixa renda​.

Fonte: Reprodução | FDR

Considerações adicionais

É importante lembrar que, embora o programa seja nacional, cada município pode ter particularidades em seu funcionamento. Portanto, é essencial verificar as informações específicas e atualizadas para sua região​​.

Veja também: Empréstimo Consignado do FGTS: veja como fazer e ter uma renda disponível

Esse processo não apenas ajuda a garantir o direito à alimentação para famílias em situação de vulnerabilidade, mas também fortalece a rede de proteção social oferecida pelo governo.