Veja quem pode ter acesso a INTERNET GRATUITA pelo CadÚnico

O programa Internet Brasil, lançado pelo governo brasileiro, oferece acesso gratuito à internet para estudantes de famílias de baixa renda inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Este programa é uma iniciativa conjunta dos Ministérios das Comunicações e da Educação, que visa promover a inclusão digital e melhorar o desempenho educacional de jovens em situação de vulnerabilidade.

Quem pode acessar?

Os beneficiários do programa são estudantes inscritos no CadÚnico e matriculados em escolas públicas. Eles devem ser de famílias de baixa renda e não podem possuir chips de internet de outros programas governamentais anteriores.

Internet Gratuita pelo CadÚnico

Fonte: Reprodução | Monitor do Mercado

Benefícios do programa

Além de fornecer até 20GB de dados móveis gratuitos por mês, o programa também integra o “Pé de Meia”, que oferece uma bolsa financeira significativa ao longo do ensino médio. Essa bolsa visa apoiar a permanência escolar e contribuir para a renda familiar, aumentando o engajamento dos estudantes com a educação e proporcionando-lhes melhores oportunidades de futuro.

Inscrição e acesso

Para se inscrever no programa e usufruir dos benefícios, as famílias precisam estar registradas no CadÚnico. A inscrição no CadÚnico pode ser feita nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximos, onde são fornecidas todas as informações necessárias.

Internet Gratuita pelo CadÚnico

Fonte: Reprodução | Programas Sociais No Brasil Em 2024

Importância estratégica

O acesso à internet é hoje um recurso indispensável para a educação e o desenvolvimento pessoal. Ao democratizar este acesso, o programa Internet Brasil permite que estudantes explorem novas formas de aprendizado e tenham acesso igualitário a recursos educacionais, reduzindo a desigualdade educacional e promovendo uma sociedade mais justa.

Veja também: Bolsa Trabalho 2024 está liberando R$ 540 por mês: Veja quem tem direito

Este programa é um exemplo de como a tecnologia pode ser usada para fomentar uma educação mais inclusiva e equitativa, garantindo que todos os jovens, independentemente de sua condição socioeconômica, tenham a oportunidade de construir um futuro melhor​.